• Telefone
    (86) 99978-5695
  • Localização
    Rua Samuel Santos, 284, Parnaíba-PI

Maria recebeu Jesus, como seu filho, desenvolvendo papel muito importante para a humanidade.

O sol que nos alimenta em seu amor, nosso irmão maior, Jesus, desceu até nós em uma ação arrojada, cuja grandiosidade é desconhecida ainda para muitos de nós. Esse favor da Divindade à humanidade terrena dispõe da participação de muitos Espíritos nobres. Aqui destaco Maria que se apresenta em profunda simplicidade; mas cuja magnitude espiritual ainda se faz desconhecida, devido a ignorância de muitos.

Maria de Nazaré é protótipo de mãe e mulher do futuro, que na ciência da harmonia divina serviu de canal para que Nosso Senhor Jesus Cristo estivesse neste mundo das formas, que nos acolhe. Maria foi escolhida no Reino dos Céus para auxiliar-nos na missão monumental e honrosa para vencermos o orgulho e o egoísmo, sendo a mãe do Sol Maior.

Fração de amor

O alvorecer do novo tempo chegara com a falange de espíritos de escol, junto à Maria, preparando assim o ambiente para a estrela de primeira grandeza: Jesus. Uma fração do amor de Deus desceu até nós para assumir a forma de mãe. Os Seareiros do Bem, tendo à frente Maria, realizaram expressiva limpeza fluídica no planeta e desarticularam grupos de espíritos rebeldes, que pretendiam perturbar o Divino Projeto. São como estrelas, os agentes da fraternidade, que se desprenderam do céu para vir a nós.

Oração

Antes dos trabalhos dos Seareiros para desativação e acolhimento de grupos infelizes e rebeldes de espíritos viciados nos erros, Maria sempre se ajoelha e suplica ao Pai, conforme registros de uma das preces, da Ave de Luz, feito por Fernando Miramez, em favor dos esquecidos:

“Grande força do Universo!…

Agradecemos de coração a oportunidade de trabalho que nos é oferecida e pedimos as Vossas bênçãos de coragem, e sobretudo de amor, para com aqueles que desconhecem o bem e se fazem esquecidos da fraternidade!

Já fizemos o trabalho de reconhecimento. Sabemos bem sobre que terras vamos pisar. Estamos conscientes dos grupos de serpentes em que devemos atuar para dispersá-los, para que compreendam o caminho do bem. E não ignoramos a pressão de que vamos ser vítimas pelo ambiente de ideias malfazejas. Se o mal está organizado na Terra, falta, pois, a luz ser anunciada e vivida por alguns que se encontrem vestidos de carne, a fim de dar-se início à grande transformação.

Faça-se a Vossa vontade e não a nossa!… Cumpra-se a Vossa determinação e não o que desejamos fazer! Que o Vosso amor seja a nossa inspiração para sempre…”

Um anjo do Senhor

Entre o Céu e Nazaré, não havia véus tamanha era a movimentação de Espíritos de distinção superior. A fauna e flora ficaram exuberantes devido a articulação de luz para que um Espírito de altíssima envergadura encarnasse para ser mãe do Messias. Espíritos nobres, nos confins da Terra, participaram ou enviaram colaboradores, com tirocínio na colaboração fluídica, para garantia de que o anjo Sophia encarnasse como preâmbulo à vinda de Jesus. Ela era assistida pelos arcanjos Gabriel, Rafael e Micael, que também participaram do seu nascer, na Terra, para envergar o nome Maria, conhecida até hoje, com honras de carinho e admiração como “Maria de Nazaré, a mãe de Jesus”. Filha de Eli e Ana, Maria nasceu sob os cuidados espirituais dos três luminares da eternidade, no lar do casal, sob a recitação das escrituras sagradas. Importante passo se cumprira, com a encarnação deste Anjo de pureza lirial para o cumprimento da profecia:

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.” (Isaias, 7: 14)

Nas expressões do Espírito Fernando Miramez, sua reflexão nos aponta a harmonia e superioridade moral de Maria:

“Sophia, alma que se dispôs a compartilhar da tarefa de iluminar as criaturas, também pela presença física, foi joia sem jaça do berço ao túmulo, que não agrediu a pessoa alguma, não humilhou os companheiros, não perdeu tempo com reclamações, não violentou o direito dos outros, não saiu do caminho da ordem, nada pediu para si e nunca disse “não” quando o coração queria ajudar; era uma Estrela na Terra, que brilhava sem exigências.”

Nome favorito

O nome da virgem era Maria

O nome “Maria” vem do hebraico Myrian, que tem duas significações mais aceitas:

“Sublime”;

“Escolhida por Deus”.

Em português “Maria” tem um som suave e melodioso. Este fato somado à devoção que as mães têm a Maria, Mãe das Mães, explica o porquê de muitas mulheres terem o nome de “Maria”.

Por Daniel Santos 

Referências

MAIA, João Nunes. Maria de Nazaré. Pelo Espírito MIramez. Belo Horizonte, Espírita Fonte Viva, 2020. P. 13-19; 31; 81-95.

MORENO, Ed. Maria de Nazaré. YouTube, 11 de outubro de 2016. Lígia Maria. Disponível em < https://www.youtube.com/watch?v=muHUijwVSMI> Acesso em 27.04.2024.

SILVA, Severino Celestino da. O Evangelho e o cristianismo primitivo. 8. ed. João Pessoa: Idea, 2017. P. 123-126.

XAVIER, Francisco Cândido. Maria, mãe de Jesus. 2. ed. Yvonne. A. Pereira; Edison Carneiro (org.) São Paulo: Editora Aliança, 2011. P. 123.

Deixe seu comentario